INTERVENÇÃO COGNITIVO-COMPORTAMENTAL NO ESTRESSE INFANTIL

Autores

  • Marcos Vinicios Ramos da Silva Faculdade Doctum Serra

Palavras-chave:

Tеrаріа, Eѕtrеѕѕе Infаntіl, Rеѕultаdоѕ, Pеѕԛuіѕа, Pаrсеrіа

Resumo

Busca-se com o presente estudo, abordar a questão da terapia cognitivo comportamental ser considerada um método eficaz no tratamento do estresse infantil através das psicoterapias. Utilizou-se uma pesquisa bibliográfica, amparada em vários, sites e artigos científicos. Onde por meio do levantamento de materiais publicados foi possível concluir que é possível que psicólogos cognitivos comportamentais obtenham bons resultados realizando intervenções propostas pela TCC, e ficaram muito mais seguros, formando uma parceria junto ao paciente para formular uma boa conceitualização cognitiva por meio das contribuições da terapia cognitivo-comportamental na intervenção e prevenção deste mal que atua na sociedade contemporânea. Pretende-se compreender as variáveis determinantes do estresse infantil que influenciam na vida da criança, bem como as intervenções possíveis do terapeuta cognitivo comportamental para o desenvolvimento de uma saúde mental e relacional da criança, de forma saudável.

Referências

ABACAR, M., Roazzi, A.; BUEN, J. M. H. Estresse ocupacional. Amazônica-Revista de Psicopedagogia, Psicologia escolar e Educação, [SL] v.19, n. 1, Jan-Jun, 430-472 p. 2017.

ANDOLHE, R., BARBOSA, R. L., OLIVEIRA, E. M. D., COSTA, A. L. S.; PADILHA, K. G. Stress, coping and burnout among Intensive Care Unit nursing staff: associated factors. Revista da Escola de Enfermagem da USP. São Paulo. V. 49, n, 1. 58-64 p. 2015.

ANJOS, V. D. C. F. D. A Arteterapia como Tecnologia não-Medicamentosa em Atenção á Saúde Socioemocional: Eustresse e Elaboração de Resiliência. (Dissertação de mestrado). Universidade do Estado da Bahia, Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu Gestão e Tecnologias aplicadas à Educação (GESTEC), Salvador, Bahia, Brasil.2018.

BECK, J. S. Terapia cognitivo-comportamental. Artmed Editora.2013.

BEDIN, J. E., MATTJIE, M. L., FERREIRA, V. R. T.; BASEGGIO, D. B. (The relationship between personality traits and stress levels in children. Psychology, [SL]. V. 6, n.06, 672 p. 2015.

BRANSON, V.; TURNBULL, D.; DRY, M. J.; PALMER, E. How do young people experience stress? A qualitative examination of the indicators of distress and eustress in adolescence. International Journal of Stress Management, [sl], v. 26, n. 3, 321 p. 2019.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Estabelece direitos e garantias fundamentais para os indivíduos. Cap. II. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm.1988. Acesso em 01/06/2020

BRASIL. Lei nº. 9394/96. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. SEF. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil: formação pessoal e social. Brasília: O Ministério, 2 v., il.1988.

BRASIL. Ministério da Educação. SEF. (2000) Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. 2. ed. Brasília: O Ministério, v. 1. 126 p., il. Recuperado de http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000017.pd.

BRASIL. Ministério da Saúde. Estatuto da Criança e do Adolescente (2008) 3.ed. Brasília: Ministério da Saúde. 95 p. (E. Legislação de saúde).2008.

CAPUTO, E. L.; ROMBALDI, A. J.; DA SILVA, M. C. Sintomas de estresse pré?competitivo em atletas adolescentes de handebol. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, [sl], v. 39, n.1, 68-72, p. 2017.

CARNIER, L. E., PADOVANI, F. H. P., PEROSA, G. B., Rodrigues, O. M. P. R. Estratégias de enfrentamento em crianças em situação pré-cirúrgica: relação com idade, sexo, experiência com cirurgia e estresse. Estudos de Psicologia, [sl], v. 32, n. 2, 319-330, p. 2015.

CARUSO, M., STRINGUETO, K. No limite. Isto É. São Paulo, n.1558. Disponível em: http://www.istoe.com.br/reportagens/32993_NO+LIMITE.1999. Aceso em 01/06/2020

CASSONI, C., CORREIA-ZANINI, M. R. G., MARTURANO, E. M., FONTAINE, A. M. School transition stress: gender and age difference. Psychology applications developments III. 2017

CORDIOLI, A.V., WAGNER C. J. P., CECHIN E.M., ALMEIDA E. A. IN: CORDIOLI AV, editor. Psicoterapias: abordagens atuais. 3 ed. Porto Alegre: Artmed; 2008. p.188-203.

CORREIA-ZANINI, M. R. G., MARTURANO, E. M. Sintomas de estresse em alunos do 1º ano do Ensino Fundamental. Revista da SPAGESP, [sl], v.16, n.1, p. 28-42. 2015.

COSTA, R. Reordenando o conhecimento: a Educação na Idade Média e o conceito de Ciência expresso na obra Doutrina para Crianças (c. 1274-1276) de Ramon Llull. In: OLIVEIRA, Terezinha. Anais Completos da II Jornada de Estudos Antigos e Medievais: Transformação Social e Educação. Universidade Estadual de Maringá, p. 17-28.2002.

CREPALDI, E. T. D. S., CORREIA-ZANINI, M. R. G., MARTURANO, E. M. NO limiar do ensino fundamental: estresse, competência e ajustamento em alunos do 1º ano. Temas em Psicologia, [sl] v. 25. N.2 , 503-515 p. 2017.

CRUZ, M. Z.; PEREIRA JÚNIOR, A. Corpo, mente e emoções: Referenciais Teóricos da Psicossomática. Simbio-Logias, [sl], v.01, p. 46-66. 2011.

DA BOA, S. V. D. R.; DEPS, V. L. Prevenção e tratamento do estresse e da síndrome de burnout em professores da rede pública de ensino. linkscienceplace-Interdisciplinary Scientific Journal, [sl], v. 2, n. 1. 2015.

DE JESUS OLIVEIRA, R., CUNHA, T. Estresse do profissional de saúde no ambiente de trabalho: causas e consequências. Caderno saúde e desenvolvimento, [sl], n. 4, v. 3, 78-93. 2014.

DE OLIVEIRA, C. M. M., de AMORIM, J. C., DE ALMEIDA ALVES, I., DIAS, T. L., SILVEIRA, K. A., ENUMO, S. R. F. Estresse, autorregulação e risco psicossocial em crianças hospitalizadas. Saúde e Desenvolvimento Humano, [SL]. V. 6. N. 1, 39-48. 2018.

EVERLY, G. S., LATING, J. M. The anatomy and physiology of the human stress response. In A clinical guide to the treatment of the human stress response (pp. 19-56). Springer, New York, NY.2019.

FAVA, D. C., MARTINS, R. Contribuições da abordagem cognitivo-comportamental para a atuação do psicólogo e professor nas escolas. Em D.C., Fava. A prática da psicologia na escola: introduzindo a abordagem cognitivo-comportamental (pp.15- 44). Belo Horizonte: Ed. Artesã.2016.

FERREIRA, C. A. Vivências de Integração Curricular na Metodologia de Trabalho de Projecto. Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación, [sl], v. 18, n. 1, p. 91-105. 2010.

FERREIRA, J. F. A. Halitose: da etiologia ao tratamento (Tese de doutorado). Universidade Fernando Pessoa, Faculdade Ciências da Saúde, Porto, Portugal. 2016.

FORTES, A. B., BARBOSA, M. O modelo cognitivo-comportamental da procrastinaçao acadêmica: uma revisao da literatura. Revista Brasileira de Psicoterapia, [sl], v.20, n. 1, 61-67. 2018.

GONÇALVES, F. S. Adrenalina. Disponível em: http://www.infoescola.com/hormonios/adrenalina/. Acesso em 01/06/2021

GONÇALVES, L. C. S., Canal, C. P. P., Missawa, D. D. A. Investigação sobre estresse em crianças com dificuldade de aprendizagem. Construção psicopedagógica, [sl], v. 24, n. 25, p. 149-169. 2016.

HEINEN, M., da FONSECA, C. C. R., GUARISSE, V., da SILVA OLIVEIRA, M. Intervenção baseada em um protocolo de terapia cognitivo comportamental: um relato de experiência com crianças no ambiente escolar. Aletheia, [sl], v. 52, n. 2 . 2019.

HOUAISS , Antônio; VILLAR, Mauro de Salles. Minidicionário Houaiss de língua portuguesa. 2. ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: Objetiva, 2004.

JAREMKA, L. M., FAGUNDES, C. P., GLASER, R., BENNETT, J. M., Malarkey, W. B., Kiecolt-Glaser, J. K. Loneliness predicts pain, depression, and fatigue: understanding the role of immune dysregulation. Psychoneuroendocrinology. [sl], v. 38, n.8, p. 1310-1317. 2013.

JORRA J. F., YAEGASHI S. F. R. Dinâmica familiar e contexto escolar: Algumas reflexões sobre o stress infantil [Monografia/TCC] Maringá: Universidade Estadual de Maringá.2010.

INHELDER, B., PIAGET, J. H. A Psicologia da Criança. 14 ed. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil. Tradução de Octávio Mendes Cajado. 1995.

KNAPP, P., CAMINHA, R. M. Terapia cognitiva do transtorno de estresse pós-traumático. Brazilian Journal of Psychiatry, [sl], v. 25, p. 31-36. 2003.

LAMEU, J. D. N., SALAZAR, T. L., SOUZA, W. F. D. Prevalência de sintomas de stress entre graduandos de uma universidade pública. Psicologia da Educação. [sl], v. n. 42, p. 13-22. 2016.

LAZARUS, R. From psychological stress to emotions: a history of changing outlooks. Annual Review of Psychology. [sl], v. 44, p. 1-21. 1993.

LEAHY, R. L. Técnicas de Terapia Cognitiva-: Manual do Terapeuta. Artmed Editora.2018.

LEAHY, R. L. Livre de ansiedade. Porto Alegre: Artmed.2011.

LEMES, S. O., FISBERG M., ROCHA G.M., FERRINI, L.G., MARTINS G., SIVIERO K. ET AL. Stress infantil e desempenho escolar – avaliação de crianças de 1ª a 4ª série de uma escola publica do município de São Paulo. Rev Estudos de Psicologia [sl], v. 20, p. 5-14. 2003.

LIPP, M. E. N. Stress em crianças e adolescentes. Papirus Editora.2020.

LIPP, M. E. N., ARANTES J.P., BURITI M.S., WITZIG T. O estresse em escolares. Revista Psicologia escolar e Educacional; [sl], v. 6: 51-6.2002.

LIPP, M. E. N., LUCARELLI, M.D.M. Escala de stress infantil: ESI – Manual. São Paulo: Casa do Psicólogo.1988.

LIPP, M. E. N., SOUZA, E. A. P. D., ROMANO, A. S. P. F. Como enfrentar o stress infantil. In Como enfrentar o stress infantil (pp. 93-93).1991.

LIPP, M. N. O stress da criança e suas consequências. In: LIPP, Marilda Novaes. Crianças Estressadas: Causas, Sintomas e Soluções. 5 ed. Campinas: Papirus. Cap 1. p. 13-43.2000.

MARGIS, R.; PICON, P.; COSNER, A. F.; SILVEIRA, R. O. Stressfull life-events, stress and anxiety. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, [sl], v. 25, p. 65-74, 2003.

MARTINS, C. F., CARVALHO, D. Q. (2015). Estresse infantil e o conteúdo programático da televisão: um desafio para o desenvolvimento cognitivo e emocional. Interfaces da Educação, [sl], v. 1, n. 2, p. 97-106. 2015

MARTURANO, E. M., GARDINAI E.C. Um estudo prospectivo sobre o estresse cotidiano na 1ª série. Revista Aletheia. [sl], v. 27, p. 81-97. 2008.

MARTURANO, E. M., LINHARES M.B.M., PARREIRA V.L.C. Problemas emocionais e comportamentais associados a dificuldades na aprendizagem escolar. Revista Medicina. Ribeirão Preto: [sl], v. 26, n. 2, p. 161-75. 1993.

MCEWEN, B. S., BOWLES, N. P., GRAY, J. D., HILL, M. N., HUNTER, R. G., KARATSOREOS, I. N., NASCA, C. Mechanisms of stress in the brain. Nature neuroscience, [sl], v. 18, n. 10, p. 1353-1363. 2015.

MENDONÇA, D. P., KUROBA, D. S.. As doenças originadas pelo estresse na prática diária dos profissionais de enfermagem. Saúde e Desenvolvimento, [sl], v. 10. 2017.

MOMBELLI, M. A., DA COSTA, J. B., MARCON, S. S., DE MOURA, C. B. Estrutura e suporte familiar como fatores de risco de stress infantil. Estudos de Psicologia, [sl], v. 28, n. 3, p. 327-335. 2011.

MORSE, M. J., LIRENMAN, D. S., JOHNSON, H. W., WOOD, B. J., MCLOUGHLIN, M. G., COLEMAN, G. U. The association of renal pelviocaliceal dysmorphism and sensorineural deafness: A new syndrome. The Journal of urology, [sl], v. 125, n. 5, p. 625-627. 1981.

MOURA, I. M., ROCHA, V. H. C., BERGAMINI, G. B., SAMUELSSON, E., JONER, C., SCHNEIDER, L. F., MENZ, P. R. A terapia cognitivo-comportamental no tratamento do transtorno de ansiedade generalizada. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, [sl], v. 9, n. 1, p. 423-441. 2018.

MURTA, S. G., BARLETTA, J. B. Promoção de saúde mental e prevenção aos transtornos mentais em terapia cognitivo-comportamental. PROCOGNITIVA Programa de Atualização em Terapia Cognitivo-Comportamental: Ciclo 1/volume 4. Porto Alegre: Artmed Panamericana.2015.

NASCIMENTO, E. M. Estresse e docentes na área de ciências contábeis: consequências e estratégias (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo). 2017.

NEUFELD, C. B. Terapia cognitivo-comportamental em grupo para crianças e adolescentes. Artmed Editora. 2015.

OLIVEIRA, Z. R. Educação infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez. (Coleção Docência Formação). 2002.

PACÍFICO, M., FACCHIN, M. M. P., SANTOS, F. D. F. F. C. Crianças também se estressam? A influência do estresse no desenvolvimento infantil. Temas em Educação e Saúde, [sl], v. 13, n. 1, p. 107-123. 2017.

PENINCHE, A. C. G. CHAVES, E. C. Algumas considerações sobre o paciente cirúrgico e a ansiedade. Revista Latino-Americana de Enfermagem, [sl], v. 8, p. 45-50. 2000.

PIAGET, J. H. Biologia e Conhecimento: ensaio sobre as relações entre as regulações orgânicas e os processos cognoscitivos. Petrópolis: Vozes.1973.

PORTELADA, A., JOÃO, A. STRESS e burnout a nível laboral em Portugal. Revista de Psicologia, [sl], v. 1, n. 4, p. 487-496. 2012.

QUEIROZ, R., TEIXIERA, H., VELOSO, A., TERÁN, A., DE QUEIROZ, A. G. A caracterização dos espaços não formais de educação científica para o ensino de ciências. Revista Areté| Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [sl], v. 4, n. 7, p. 12-23. 2017.

RAIMUNDO, R.C.P., PINTO M.A.P.M. Stress e estratégias de coping em crianças e adolescentes em contexto escolar. Revista Aletheia. [sl], v. 24, n. 9, p. 01-19. 2006.

ROMENS, S. E., MCDONALD, J., SVAREN, J., POLLAK, S. D. Associations between early life stress and gene methylation in children. Child development, [sl] v. 86, n. 1, p. 303-309. 2015.

ROSEIRO, C. P., PAULA, K. M. P. D., MANCINI, C. N. Estresse e enfrentamento infantil no contexto do divórcio parental. Arquivos Brasileiros de Psicologia, [sl], v. 72, n. 1, p. 55-71. 2020.

SANCHES, A., COSTA, R., MARCONDES, F. K., CUNHA, T. S. Relationship among stress, depression, cardiovascular and metabolic changes and physical exercise. Fisioterapia em Movimento, 29(1), 23-36.2016.

SANTOS, J. B. G., GONÇALVES, T. D. S., Lima, R. F. D., Crenitte, P. D. A. P. Sinais sugestivos de estresse infantil em escolares com transtorno de aprendizagem. Revista Cefac, [sl]. V. 18, n. 4,p. 854-863. 2016.

SANTOS, M. E. S., DE LIMA, P. O., MULLER, K. C. Influência da mucina sobre a viabilidade bacteriana e produção de compostos sulfurados voláteis, em bactérias orais. Revista dos Trabalhos de Iniciação Científica da UNICAMP. Campinas, v. 26. 2018.

SILVA, G. C., FERREIRA, R., SANT'ANA, A. C. P., REZENDE, M. L. R. D., DAMANTE, C. A., ZANGRANDO, M. S. R., GREGH, S. L. A. Uso de sessões múltiplas de terapia fotodinâmica antimicrobiana como adjuvante ao retratamento de gengivite crônica em paciente com alto nível de estresse. ImplantNewsPerio, [sl], v. n.1, p. 1189-1193. 2016.

SILVA, L. C., de AFONSECA SALLES, T. L. O estresse ocupacional e as formas alternativas de tratamento. Revista de Carreiras e Pessoas (ReCaPe)| [sl], v. 6, n. 2. 2016.

SILVA, R. M. D., GOULART, C. T., GUIDO, L. D. A. Evolução histórica do conceito de estresse. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, [sl], n. 2, p. 148-156. 2018.

SILVEIRA, K. A., LIMA, V. L., PAULA, K. M. P. D. Estresse, dor e enfrentamento em crianças hospitalizadas: análise de relações com o estresse do familiar. Revista da SBPH, [sl], v. 21, n. 2, p. 5-21 .2018.

SOUSA, H. D. O. Avaliação da percepção do estresse do policial militar durante a formação básica. (Tese de Doutorado). Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, Goiânia, Goiás, Brasil. 2020.

TANNO, A. P., MARCONDES, F. K. Estresse, ciclo reprodutivo e sensibilidade cardíaca às catecolaminas. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, [sl], v.38, n. 3, p. 273-289. 2002.

TARGINO, R, P. J., FERREIRA de L, L., GADELHA VASCONCELOS, M., GADELHA VASCONCELOS, R. Halitosis: etiología, diagnóstico y tratamiento. Revista Cubana de Estomatología, [sl], v. 57, n. 2. 2020.

TELES, M. L. S. O que é stress? São Paulo: Braziliense. p. 75 (Primeiros passos).1993.

WRIGHT, J. H., Brown, G. K., Thase, M. E., Basco, M. R. Aprendendo a Terapia Cognitivo-Comportamental-: Um Guia Ilustrado. Artmed Editora. 2018. 200 p.

WRIGHT, J., YANG, A. Y., GANESH, A., SASTRY, S. S., MA, Y. Robust face recognition via sparse representation. IEEE transactions on pattern analysis and machine intelligence. [sl], v. 31, n.2, p. 210-227.2008.

XAVIER, J. M.; CHAVES, M. A. O estresse no processo educativo. Revista Saberes da UNIJIPA. [sl], v.01, n. 01, p. 01-10. 2013.

YEH, Y., LAI, G., LIN, C.F., LIN, C., SUN, H. How stress influences creativity in game-based situations: analysis of stress hormones, negativa emotions and working memory. Computers Education, [sl], v. 81, p. 143-153. 2015.

Downloads

Publicado

2021-04-26

Como Citar

SILVA , M. V. R. da . INTERVENÇÃO COGNITIVO-COMPORTAMENTAL NO ESTRESSE INFANTIL. Scientia Generalis, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 23–36, 2021. Disponível em: https://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/145. Acesso em: 6 maio. 2021.

Edição

Seção

Revisão de literatura