Scientia Generalis http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG <p><strong>Scientia Generalis</strong></p> <p><strong>ISSN 2675-2999</strong></p> <p>A Scientia Generalis é um periódico de divulgação digital independente, que tem por objetivo prover discussão sobre estudos e pesquisas interdisciplinares em todas as áreas do conhecimento.</p> <p>Os editores acreditam que é necessário conhecimento abrangente das ciências para que haja um entendimento claro dos fatos. Assim, a Scientia Generalis está aberta para submissões originais com temática multidisciplinar.</p> <p>A Scientia Generalis tem como objetivo a divulgação gratuita (acesso aberto), sob a forma de artigos científicos, entrevistas, resenhas, traduções e ensaios, os resultados de pesquisas desenvolvidas, possibilitando discussão entre os especialistas de todas as áreas do conhecimento.</p> <p>A revista salienta que todas as opiniões, ideias e conceitos emitidos nos artigos são de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es). A revista ou quaisquer organismos editoriais vinculados à Scientia Generalis não se responsabilizam pelo conteúdo dos artigos.</p> <p>A Scientia Generalis é um periódico de publicação contínua e recebe artigos para análise e publicação em regime de “fluxo contínuo”.</p> <h4>A Scientia Generalis é totalmente de acesso aberto. <img src="http://scientiageneralis.com.br/public/site/images/agamen0n/OAlogo2.jpg" /></h4> <p>Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento, e permite às bibliotecas coletar, preservar e fornecer a seus leitores acesso ao material publicado na Web com o objetivo da preservação digital através dos sistemas LOCKSS e CLOCKSS.</p> <p><a title="LOCKSS" href="http://scientiageneralis.com.br/index.php/periodico/gateway/lockss" target="_blank" rel="noopener"><img src="http://scientiageneralis.com.br/public/site/images/agamen0n/lockss-logo-v1.jpg" /></a> <a title="CLOCKSS" href="http://scientiageneralis.com.br/index.php/periodico/gateway/clockss" target="_blank" rel="noopener"><img src="http://scientiageneralis.com.br/public/site/images/agamen0n/clockss-logo.jpg" /></a></p> <p>A Scientia Generalis está sob a licença CC BY-SA 4.0. Para saber mais <a title="CC BY-SA 4.0" href="https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.pt_BR" target="_blank" rel="noopener">clique aqui</a>. </p> <p><a title="Creative Commons" href="https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.pt_BR" target="_blank" rel="noopener"><img src="http://scientiageneralis.com.br/public/site/images/agamen0n/CC_BY-SA_3.0__.jpg" /></a></p> pt-BR <p>As informações e opiniões emitidas pelos autores são de sua exclusiva responsabilidade não sendo o periódico complascente de sua livre opinião exposta.</p> <p>1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License (CC BY NC 4.0), permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista copiar, não podendo criar derivações do mesmo.</p> <p>2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto posterior ao processo editorial.</p> <p>4. Além disso, o AUTOR é informado e consente com a revista que, portanto, seu artigo pode ser incorporado pela RPSD em bases e sistemas de informação científica existentes (indexadores e bancos de dados atuais) ou a existir no futuro (indexadores e bancos de dados futuros), nas condições definidas por este último em todos os momentos, que envolverá, pelo menos, a possibilidade de que os titulares desses bancos de dados possam executar as seguintes ações sobre o artigo:</p> <p>a. Reproduzir, transmitir e distribuir o artigo, no todo ou em parte sob qualquer forma ou meio de transmissão eletrônica existente ou desenvolvida no futuro, incluindo a transmissão eletrônica para fins de pesquisa, visualização e impressão;</p> <p>b. Reproduzir e distribuir, no todo ou em parte, o artigo na impressão.</p> <p>c. Capacidade de traduzir certas partes do artigo.</p> <p>d. Extrair figuras, tabelas, ilustrações e outros objetos gráficos e capturar metadados, legendas e artigo relacionado para fins de pesquisa, visualização e impressão.</p> <p>e. Transmissão, distribuição e reprodução por agentes ou autorizada pelos proprietários de distribuidoras de bases de dados.</p> <p>f. A preparação de citações bibliográficas, sumários e índices e referências de captura relacionados de partes selecionadas do artigo.</p> <p>g. Digitalizar e / ou armazenar imagens e texto de artigo eletrônico.</p> editor@scientiageneralis.com.br (Saulo Gonçalves Pereira) editor@scientiageneralis.com.br (Prof. Dr. Hugo C. S. Melo) Sun, 09 Jan 2022 14:16:31 -0300 OJS 3.3.0.8 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 OBSERVAÇÕES DE UMA OFICINA ORIENTADA SOBRE DIVISÃO CELULAR: contribuições e possibilidades para o ensino de genética e biologia molecular através da construção de modelos didáticos http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/211 <p>Considerando que o ensino de genética e biologia molecular realizado na escola ainda é realizado através do método de ensino tradicional, baseado em conteúdo, quase sempre distante da realidade dos estudantes, não sendo utilizados recursos e métodos diferenciados para a implementação da sala de aula. Dessa maneira, percebe-se que a construção de modelos de ensino didáticos para as aulas teóricas e práticas podem ser utilizados no ensino de genética para torná-la mais agradáveis e ampliar o aprendizado nesta área de conhecimento e desempenho. Assim, foi realizada uma oficina com estudantes do 3º ano da Escola Estadual Carolina Silva localizada na cidade de Vazante/MG, com intuito de observar e descrever a contribuição desta metodologia no processo de ensino-aprendizagem. Para tanto, modelos didáticos foram utilizados em oficina prática durante as aulas de biologia, com massa de modelar, Com qual os estudantes representaram células e os cromossomos nas etapas da mitose e meiose. O levantamento de bibliográfico contou com pesquisas em portais de livros e periódicos, incluindo publicações relacionadas a este tema de pesquisa em contextos nacionais e internacionais, além da observação participante. As observações indicam que a construção de modelos didáticos pode ser considerada uma ferramenta eficaz para a conexão ensino-aprendizagem, e se constitui em um processo representativo, utilizando o desenvolvimento do modelo tridimensional de estruturas genômicas. Esses modelos são recursos acessíveis que podem aumentar a compreensão dos tópicos de genética e reduzir o nível de abstração por meio do aprendizado tátil. Com a observação percebeu-se que a utilização de modelos didáticos é uma importante estratégia motivacional, que potencializa a participação dos estudantes e professores em sala de aula, que efetivamente promove a aprendizagem de conceitos relacionados à genética e biologia molecular, além da promoção da socialização no decorrer da oficina no entendimento do tema. </p> Henrique Mendes da Silva Silva Copyright (c) 2022 Henrique Mendes da Silva Silva https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/211 Sun, 09 Jan 2022 00:00:00 -0300