QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO PARANAÍBA NA REGIÃO DE PATOS DE MINAS-MG: organoclorados e metais pesados e a sua relação com saúde pública e coletiva

  • Ana Clara França Frois Faculdade Patos de Minas
  • Saulo Gonçalves Pereira Faculdade Patos de Minas - FPM
Palavras-chave: Contaminação Ambiental, Qualidade de água, Biomedicina, Saúde

Resumo

Os metais pesados e organoclorados são compostos químicos biocumuláveis e com alta persistência ambiental. Causam, em grande quantidade, problemas à saúde humana, animal e ambiental. O rio Paranaíba margeia a cidade de Patos de Minas sendo a principal fonte de captação de água urbana. Este trabalho buscou elaborar uma revisão de literatura sobre os organoclorados e metais pesados, fazer coletas, análises e apresentação dos resultados dos seguintes parâmetros: Potencial Hidrogeniônico (pH), Temperatura da Amostra e do Ar, Umidade do ar, Organoclorados, Cadmio total, Chumbo total, Cromo total e Níquel total em duas coletas, sendo uma em época seca e outra em época chuvosa, em dois pontos do rio Paranaíba a montante e a jusante da cidade de Patos de Minas. A metodologia adotada, inicialmente, consistiu em uma revisão de literatura por meio da qual embasou-se/fundamentou-se a discussão e posteriormente os resultados foram apresentados nos laudos das análises. Conclui-se que na época seca não houve detecção em nenhum dos parâmetros analisados. Na época chuvosa o parâmetro Cromo total no ponto a jusante apresentou-se alterado. Ressalta-se que o estudo não é conclusivo para contaminações dos parâmetros do IQA, tendo em vista não ter sido objetivo da pesquisa. Os metais pesados são danosos à saúde de todos os tipos de vida, sendo assim é de extrema importância seu monitoramento no rio Paranaíba na região de Patos de Minas.

Referências

AESB. Copasa amplia esgoto tratado em Patos de Minas (MG), 2016. Disponível em: https://aesbe.org.br/copasa-amplia-esgoto-tratado-em-patos-de-minas-mg/. Acesso em 06 de junho de 2020.

ALVES, M. I. R.; FILHO, N. R. A.; OLIVEIRA, L. G.; FURTADO, S. T. F. Avaliação da Contaminação por Pesticidas Organoclorados em Recursos Hídricos do Estado de Goiás. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 15, n.1, p. 67-74, Jan./ Mar, 2010. Disponível em: https://www.abrhidro.org.br/SGCv3/publicacao.php?PUB=1&ID=8&SUMARIO=103. Acesso em 19 de junho de 2020.

AMARAL, E. A. PEREIRA, S G., BORGES, D. C. S. Avaliação de impactos ambientais em uma área de preservação permanente no bairro Céu Azul, em Patos de Minas MG. Cerrado Agrociências, n. 4, nov. 2013, 16–26. Disponível em: http://revistaagrociencias.unipam.edu.br/documents/57126/179380/Avalia%C3%A7%C3%A3o+de+impactos+ambientais.pdf. Acesso em: 01 de maio de 2020

APHA, AWWA, WPCF; Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater, 23th ed.; Washington, 2017.

AUGUSTO, Cleiciele Albuquerque et al. Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011). Rev. Econ. Sociol. Rural, Brasília, v. 51, n. 4, p. 745-764, Dec. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20032013000400007&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 07 de julho de 2020. https://doi.org/10.1590/S0103-20032013000400007

AZEVEDO, F. A.; CHASIN, A. A. M. (eds). Metais: Gerenciamento da toxicidade. São Paulo: Editora Atheneu, 2003. 554p

BACCAN, N. Metais Pesados: Significado e Uso da Terminologia. In: ANAIS IX Encontro Nacional Sobre Contaminantes Inorgânicos, IPEN, São Paulo, 2004.

BILA, Daniele Maia; DEZOTTI, Márcia. Desreguladores endócrinos no meio ambiente: efeitos e conseqüências. Quím. Nova, São Paulo , v. 30, n. 3, p. 651-666, June 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422007000300027&lng=en&nrm=iso. Acessado em: 19 junho 2020. https://doi.org/10.1590/S0100-40422007000300027.

BRAGA, V. M.; REZENDE, J. L. P de. Proteção legal das áreas de preservação permanente no entorno de hidrelétricas no Estado de Minas Gerais. 2007. 87 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007. Disponível em: http://repositorio.ufla.br/bitstream/1/15259/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O_Prote%C3%A7%C3%A3o%20legal%20das%20%C3%A1reas%20de%20preserva%C3%A7%C3%A3o%20permanente%20no%20entorno%20de%20hidrel%C3%A9tricas%20no%20Estado%20de%20Minas%20Gerais.pdf. Acesso em 02 de abril de 2020.

BRASIL. ANA, Agência Nacional das Águas: Portal da Qualidade das águas. Enquadramento -Bases Legais, 2018. Disponível em: http://pnqa.ana.gov.br/enquadramento-bases-legais.aspx. Acesso em 08 de julho de 2020.

CAMPOS, Mário Júlio; Metais Pesados e Seus Efeitos, 2008. Disponível em: www.mundodoquimico.hpg.com.br. Acesso em 09 de julho de 2020.

CBH PARANAÍBA. Comitê da Bacia Hidrográfica do Paranaíba. A bacia e principais características. Disponível em: https://www.cbhparanaiba.org.br/a-bacia/principais-caracteristicas. Acesso em 10 de julho de 2020

CAPPS, Krista Arminty. Wastewater infrastructure and the ecology and management of freshwater systems. Acta Limnol. Bras., Rio Claro , v. 31, e104, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2019000100903&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 18 de junho de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x3719.

CASTRO, Sebastião Venâncio. Efeitos de metais pesados presentes na água sobre a estrutura das comunidades bentônicas do alto rio das velhas-mg. 2006. 110 p. Dissertação (programa de pós-graduação em saneamento, meio ambiente e recursos hídricos) - universidade federal de minas gerais, Belo horizonte, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/ENGD-6RFQPN/1/220m.pdf. Acesso em: 10 jul. 2020

CHAVES, R. P. C. Avaliação do teor de metais pesados na água tratada do município de Lavras –MG. 2008. 55 f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, Minas Gerais, Brasil, 2008. Disponível em: http://repositorio.ufla.br/bitstream/1/2473/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O_Avalia%C3%A7%C3%A3o%20do%20teor%20de%20metais%20na%20%C3%A1gua%20distribu%C3%ADda%20na%20cidade%20de%20Lavras-MG.pdf. Acesso em 01 de maio de 2020.

CIRCUNVIS, Bruno Cesar. Organoclorados E Organofosforados: Principais Características E Seus Efeitos Potencias À Saúde Humana. UningÁ Review, Maringá, v. 3, n. 1, p. 50-61, 2010. Disponível em: https://www.mastereditora.com.br/periodico/20130708_113327.pdf. Acesso em: 04 jun. 2020

DITTÃO, Helen Cristiane Alvim. QUANTIFICAÇÃO DE CROMO EM LODO GALVÂNICO. 2011. 55 f. TCC (Graduação) - Curso de Química, O Ao Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis – Imesa e A Fundação Educacional do Município de Assis –, Assis, 2011. Disponível em: https://cepein.femanet.com.br/BDigital/arqTccs/0811290402.pdf. Acesso em 02 de maio de 2020.

DUFFUS, J. H. “HEAVY METALS” A MEANINGLESS TERM? (IUPAC Technical Report). Pure Appl. Chem. v. 74, n. 5, p. 793–807, 2002. Disponível em: http://publications.iupac.org/pac/2002/pdf/7405x0793.pdf. Acesso em 03 de maio de 2020.

FERRAZ, Lorena Lima; DOURADO, Aline Aguiar; RODRIGUES, Adeid; ROCHA, Felizardo Adenilson. Análise Da Presença De Metais Pesados Na Água Em Diferentes Reservatórios Subterrâneos No Município De Vitória Da Conquista-Ba. Revista Águas Subterrâneas. São Paulo, v. 3, n. 2, p. 45-55, 2018. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/Agrarian%20Academy/2018a/analise%20da%20presenca.pdf. Acesso em 04 de maio de 2020.

FERREIRA, Pricilla Costa et al. Alumínio como fator de risco para a doença de Alzheimer. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 16, n. 1, p. 151-157, Feb. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692008000100023&lng=en&nrm=iso. Acesso em 13 de maio de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692008000100023.

FLORES, Araceli Verônica; RIBEIRO, Joselito Nardy; NEVES, Antonio Augusto; QUEIROZ, Eliana Lopes Ribeiro de. Organoclorados: um problema de saúde pública. Ambiente & Sociedade, [s.l.], v. 7, n. 2, p. 111-124, dez. 2004. FapUNIFESP (SciELO). Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1414-753x2004000200007. Acesso em 13 de maio de 2020

GALVÃO, L. A. C.; COREY, G. Arsênico. México: OPS; OMS, 1987a. 70 p.

GRIGOLETTO, Tahuana L. B. et al. Fatores químicos e físicos que afetam a contaminação por chumbo e cobre em água potável: uma abordagem para o estudo de caso em química analítica. Quím. Nova, São Paulo, v. 35, n. 10, p. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-40422012001000020&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em 01 de meio de 2020.

GONÇALVES, Cristiane Júlio; MARTINS DE OLIVEIRA, Anna Carolina; ROSA SILVA DE OLIVEIRA, Josiane; BALIEIRO RIBEIRO, Rayssa. Estudo De Regionalização De Vazões Para A Bacia Hidrográfica Do Rio Paranaíba. Sustentare: Periódico da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 2, ed. 2, p. 90-101, 8 jul. 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/329994252_ESTUDO_DE_REGIONALIZACAO_DE_VAZOES_PARA_A_BACIA_HIDROGRAFICA_DO_RIO_PARANAIBA. Acesso em: 8 jul. 2020.

GUIMARÃES, Raphael Mendonça; ASMUS, Carmen Ildes Rodrigues Fróes; BURDORF, Alex. Caracterização da exposição de população a organoclorados: uma aplicação da análise de cluster. Revista Brasileira de Epidemiologia, [s.l.], v. 16, n. 2, p. 231-239, jun. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1415-790x2013000200001. Acesso em 01 de maio de 2020

HILÁRIO, Larissa Sobral; LIMA, Maria Santana Bezerra; PEREIRA, Francisco Régis da Silva; PEREIRA, Francisco Claudece. Recuperação dos metais manganês e cromo de efluentes químicos da UFRN. Departamento de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Rio Grande do norte, ano 2010, v. 6, ed. 1, p. 20-29, 23 dez. 2010. Disponível em: www.aedb.br/seget/arquivos/artigos11/37514363.pdf. Acesso em: 11 jul. 2020

HOLTZ, Andrew; A ciência médica de House; Tradução de Adriana Rieche; 7ª edição - Ed. Best Seller, 2008; p.157-160.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2000. Resultado dos Dados Preliminares do Censo – 2019. Disponível em: www.ibge.gov.br/cidade@. Acesso em 08/07/2020

JAVARONI, R.C.A; TALAMON, J; LANDGRAF, M.D. & REZENDE, M.O.O., Estudo da degradação de lindano em solução aquosa através da radiação gama. Química Nova, v.14, p.237-239, 1991. Disponível em: https://quimicanova.sbq.org.br/detalhe_artigo.asp?id=2120. Acesso em 01 de junho de 2020.

KEHRIG, H.; MALM. O. Bioconcetração e biomagnificação de metilmercúrio na baía de Guanabara, Rio de Janeiro. Quim. Nova, v. 3, p. 377-384, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422011000300003. Acesso em: 08 de junho de 2020

LANGEANI, F., SERRA, J. P., CARVALHO, F. R., CHAVES, H. F., FERREIRA, C. P.; MARTINS, F.O. 2007. Fish, Hasemania crenuchoides Zarske & Géry, 1999 (Ostariophysi: Characiformes: Characidae): rediscovery and distribution extension in the upper rio Paraná system, Minas Gerais, Brazil. Check List, v. 3. N. 1,m p. 119-122. 2007. Disponível em: https://www.biotaxa.org/cl/article/view/3.2.119. Acesso em 01 de julho de 2020.

LARA, W.H. E BATISTA, G.C. Pesticidas. Química Nova, v.15, p.161-166, 1992. 61 15. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/asoc/v7n2/24690.pdf. Acesso em 29 de junho de 2020.

LEMOS H. M. Poluentes Orgânicos Persistentes. In: A intoxicação Química do Planeta. Informativo do Instituto Brasil. Pnuma n.60. Jun./Jul. 2001. Disponível em: http://www.io.usp.br/index.php/oceanos/textos/antartida/31-portugues/publicacoes/series-divulgacao/poluicao/812-poluentes-organicos-persistentes.html. Acesso em 29 de junho de 2020.

MARKERT, B. Distribution and Biogeochemistry of Inorganic Chemicals in the Environment. In: SCHÜÜRMANN, G. and MARKERT, B. (eds.). Ecotoxicology. John Wiley ans Sons. Inc and Spektrum Akademischer Verlag. Part 2. Chapter 6, p. 165-199. 1998.Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/228860733_Distribution_and_biogeochemistry_of_inorganic_chemicals_associated_with_forest_conversion_and_pasture_installation_in_Rondonia_Brasilian_Amazon_Basin. Acesso em 25 de junho de 2020.

MATAVELI, Lidiane Raquel Verola. Avaliação dos níveis de Cromo total em águas para consumo humano. Rev Inst Adolfo Lutz, São Paulo, v. 77, n. 1748, p. 1-11, jul. 2018.

MINAS GERAIS. SISEMA, IGAM. A Situação Hidrológica na Bacia do Rio Paranaíba, 2018. Disponível em: cbhparanaiba.org.br. Acesso em 01/07/2020

NAKAGAWA, R., et al. Maternal body burden of organochlorine pesticides and dioxins. Journal of AOAC International, v. 82, n. 3, p. 716-724, 1999. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s00204-016-1802-z. Acesso em 01 de maio de 2020.

NUNES, M. V; TAJARA, E. H. Efeitos tardios dos praguicidas organoclorados no homem. Rev. Saúde Pública, v. 32, n. 4, p. 372-383, 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101998000400011. Acesso em: 01 de junho de 2020.

OGA, S.; CAMARGO, M.M.A; BATISTUZZO, J.A.O. (eds). Fundamentos de Toxicologia. 4ª edição. São Paulo: Atheneu Editora, 2014. 685p.

OLIVEIRA, M. A.; MAINIER, F.; FERNANDES, L. H. SILVA, A. A Volatilidade dos Revestimentos de Cádmio com Detecçâo Através da Técnica de Voltametria por Pulso Diferencial. VIII SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia – 2011, Resende/RJ, p. 11, 2011. Disponível em: www.aedb.br/seget/arquivos/artigos11/37514363.pdf. Acesso em: 10 jul. 2020.

PAOLIELLO, Monica Maria Bastos. Ecotoxicologia do chumbo e seus compostos. 3. ed. Salvador: Centro de Recursos Ambientais, 2001. Disponível em: http://files.quimicambiental2.webnode.com.br/200000079-b78dbb9816/Ecotoxicologia%20do%20Pb.pdf. Acesso em: 04 maio 2020.

PANTALEÃO, Simone Queiroz. O CHUMBO COMO AGENTE CONTAMINANTE DO MEIO AMBIENTE. 2012. 12 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Especialização em Ciências Forenses, Oswaldo Cruz, Sao Paulo, 2012. Disponível em: https://oswaldocruz.br/revista_academica/content/pdf/Simone%20Queiroz%20Pantale%C3%A3o.pdf. Acesso em 05 de junho de 2020.

ROCHA, Adriano Ferreira da. Cádmio, Chumbo, Mercúrio – A problemática

destes metais pesados na Saúde Pública. 2009. 120 f. Tese (Doutorado) - Curso de Curso de Ciências da Nutrição, Universidade do Porto, Porto, 2009. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/54676/4/127311_0925TCD25.pdf. Acesso em: 13 maio 2020.

ROCHA, Júlio César. Determinação Sequencial de Cr (III) e de Cr(VI), por injeção em fluxo contínuo. Dissertação de Mestrado da Universidade de Campinas Instituto de Química, 1983. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/250581. Acesso em 01 de março de 2020.

SILVA, Benedito Célio Eugênio. Chumbo. Juiz de Fora: Dnpm, 2008. Disponívem em: http://www.dnpm.gov.br/dnpm/publicacoes/serie-estatisticas-e-economia-mineral/outras-publicacoes-1/4-2-chumbo. Acesso em 01 de março de 2020.

SILVA, Cristina Socorro da. NÍQUEL. Goiás: BalanÇo Mineral Brasileiro, DNPM-GO, 2001. Disponível em: http://www.dnpm.gov.br/dnpm/publicacoes/serie-estatisticas-e-economia-mineral/outras-publicacoes-1/4-5-niquel. Acesso em 08 de abril de 2020.

SILVA, Lourivaldo Lemos da. Avaliação microbiológica, química e físico-química da contaminação no Rio Paranaíba. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 15, n. 34, p. 45-62, jun. 2006

SOUZA, Ana Kely Rufino; MORASSUTI, Claudio Yamamoto; DEUS, Warley Batista de. Poluição Do Ambiente Por Metais Pesados E Utilização De Vegetais Como Bioindicadores. Acta Biomedica Brasiliensia, Rio de Janeiro, v. 3, n. 9, p. 95-106, 2018. Disponível em: https://www.actabiomedica.com.br/index.php/acta/about/contact. Acesso em: 13 maio 2020

SUSSULINI, Alessandra. Determinação de Cromo (VI) por espectrometria de absorção atômica com chama após a extração e préconcentração no ponto nuvem. Eclética Química, São Paulo, v. 31, n. 1, p. 73-80, mar. 2006. Diponéivel em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-46702006000100009&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1678-4618. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-46702006000100009. Acesso em 12 de fevereiro de 2020.

TORRES, J.P.M. Ocorrência de micropoluentes orgânicos (organoclorados e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos) em sedimentos fluviais e solos tropicais. Tese de Doutorado, Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1998

VENEZUELA, Tereza Cristina. Determinação De Contaminantes Metálicos (Metal Tóxico) Num Solo Adubado Com Composto De Lixo Em Área Olerícola No Município De Nova Friburgo. 2001. 79 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Saúde Pública, Escola Nacional de Saúde Pública Centro de SaÚde do Trabalhador e Ecologia Humana, Rio de Janeiro, 2001. Acesso em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4721. Disponível em: 01 de maio de 2020.

VIRGA, Rossana Helena Pitta; GERALDO, Luiz Paulo; SANTOS, Fabiana Henrique dos. Avaliação de contaminação por metais pesados em amostras de siris azuis. Ciênc. Tecnol. Aliment. Campinas , v. 27, n. 4, p. 779-785, Dec. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612007000400017. Acesso em 05 de fevereiro de 2020.

Publicado
2020-08-20
Como Citar
FRANÇA FROIS, A. C.; PEREIRA, S. G. QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO PARANAÍBA NA REGIÃO DE PATOS DE MINAS-MG: organoclorados e metais pesados e a sua relação com saúde pública e coletiva. Scientia Generalis, v. 1, n. 3, p. 54-99, 20 ago. 2020.
Seção
Artigos Originais