ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS EM UM ESTADO DO NORTE DO BRASIL

  • Caio Willer Brito Gonçalves Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Adir Bernardes Pinto Neto Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Dário Luigi Ferraz Gomes Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Mailane da Silva Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Gabriel Viana Boa sorte Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Ana Vitória Souza Corrêa Universidade de Gurupi (UnirG)
  • Luciana Snovarski Mota Universidade de Gurupi (UnirG)
Palavras-chave: Animais venenosos, Mordeduras e Picadas, Prevalência

Resumo

Os acidentes por animais peçonhentos são um importante problema de Saúde Pública, pela alta frequência com que ocorrem e pela letalidade que ocasionam. Este estudo teve por objetivo analisar aspectos epidemiológicos dos acidentes com animais peçonhentos no estado do Tocantins. Estudo transversal, retrospectivo com abordagem quantitativa e descritiva por meio da consulta à base de dados do Sistema de Informação de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2019. Foram 31.289 casos notificados, dos quais (31,40%) foram ocasionados por escorpiões e (29,35%) por serpentes. As maiores taxas de óbito foram ocasionadas por serpentes (0,33%). Em relação ao sexo o maior percentual foi verificado no sexo masculino (60,52%). Em relação à faixa etária, observou-se um aumento progressivo da incidência de acometimento durante a evolução da faixa etária até atingir o maior número de casos entre 20 a 39 anos de idade correspondendo a (35,81%). Concluí-se que o estado do Tocantins apresentou um aumento no número de casos notificados ao longo do período de estudo. Com um perfil de acidentes com animais peçonhentos atingindo em sua maioria jovens e adultos na faixa etária economicamente ativa, com prevalência do sexo masculino. E os principais tipos de acidentes são com escorpiões e serpentes. Observou-se nesse estudo, dados importantes para o poder público delinear o aperfeiçoamento de estratégias e ações a fim de garantir o diagnóstico, tratamento e prevenção adequados para a população do estado. Em adição, afirma-se a necessidade de mais estudos a respeito do tema, no intuito de se obter uma análise mais refinada dos dados apresentados.

Biografia do Autor

Caio Willer Brito Gonçalves, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina 

Adir Bernardes Pinto Neto, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina 

Dário Luigi Ferraz Gomes, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina 

Mailane da Silva, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina

Gabriel Viana Boa sorte, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina 

Ana Vitória Souza Corrêa, Universidade de Gurupi (UnirG)

Graduando em medicina 

Luciana Snovarski Mota, Universidade de Gurupi (UnirG)

Médica 

Referências

BARBOSA, Isabelle Ribeiro. Aspectos clínicos e epidemiológicos dos acidentes provocados por animais peçonhentos no estado do Rio Grande do Norte. Revista Ciência Plural, Natal, v. 1, n. 3, p. 2-13, dez. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de vigilância epidemiológica. 6. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2016.

CUNHA, Victor Paro da; SANTOS, Rafael Vitor Silva Gaioso dos; RIBEIRO, Edson Egledson Andrade; MAIA FILHO, Antônio Luiz Martins; MARQUES, Rosemarie Brandim. Perfil epidemiológico de acidentes com animais peçonhentos no Piauí. Revista Intertox de Toxicologia, Risco Ambiental e Sociedade, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 76-87, 28 fev. 2019. http://dx.doi.org/10.22280/revintervol12ed1.399.

FARIA, Gleison; LIMA, Angela Antunes de Morais. Aspectos epidemiológicos dos acidentes por animais peçonhentos ocorridos no município de Cacoal-RO, no período de 2007-2016. Rev. Aten. Saúde, São Caetano do Sul, São Caetano do Sul, v. 17, n. 61, p. 45-56, set. 2019.

LOPES, Aline Barbosa; OLIVEIRA, Amanda Amâncio; DIAS, Fellipe Camargo Ferreira; SANTANA, Victor Mateus Xavier de; OLIVEIRA, Vitória de Souza; LIBERATO, Aline Almeida; CALADO, Enoque Júnio da Rocha; LOBO, Pedro Henrique Procópio; GUSMÃO, Kamile Eller; GUEDES, Virgílio Ribeiro. Perfil epidemiológico dos acidentes por animais peçonhentos na região Norte entre os anos de 2012 e 2015. Revista de Patologia do Tocantins, Palmas, v. 4, n. 2, p. 36, 20 jun. 2017. http://dx.doi.org/10.20873/uft.2446-6492.2017v4n2p36.

MESCHIAL, William Campo; MARTINS, Beatriz Ferreira; REIS, Lúcia Margarete dos; BALLANI, Tanimária da Silva Lira; BARBOZA, Cinthia Lopes; OLIVEIRA, Magda Lúcia Félix de. Internações hospitalares de vítimas de acidentes por animais peçonhentos. Rev Rene, Fortaleza, v. 14, n. 2, p. 311-319, mar. 2013.

OLIVEIRA, Nayana da Rocha; SOUSA, Ana Clara da Rocha; BELMINO, José Francisdavid Barbosa; FURTADO, Sanny da Silva; LEITE, Renner de Souza. The epidemiology of envenomation via snakebite in the State of Piauí, Northeastern Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, [s.l.], v. 48, n. 1, p. 99-104, fev. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/0037-8682-0173-2014.

SANTANA, Vivian Tallita Pinheiro; SUCHARA, Eliane Aparecida. Epidemiologia dos acidentes com animais peçonhentos registrados em Nova Xavantina – MT. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, [s.l.], v. 5, n. 3, p. 141-146, 26 nov. 2015. http://dx.doi.org/10.17058/reci.v5i3.5724.

SINAN. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Acidente por animais peçonhentos – notificações registradas no sistema de informação de agravos de notificação – Tocantins. Brasília: DATASUS, 2017. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/animaisto.def. Acesso em: 10 jan 2020.

SILVA, Ageane Mota da; COLOMBINI, Mônica; MOURA-DA-SILVA, Ana Maria; SOUZA, Rodrigo Medeiros de; MONTEIRO, Wuelton Marcelo; BERNARDE, Paulo Sérgio. Epidemiological and clinical aspects of snakebites in the upper Juruá River region, western Brazilian Amazonia. Acta Amazonica, Manaus, v. 50, n. 1, p. 90-99, mar. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/1809-4392201901561.

SOUZA, Renato Ferreira de; NASCIMENTO, Sigride Lopes do. Doenças e agravos no contexto das grandes inundações graduais no estado do Amazonas - Brasil. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 13, n. 26, p. 139-147, 6 dez. 2017.. http://dx.doi.org/10.14393/hygeia132611.

VIEIRA, Gabriela Paixão Spenchutt; MACHADO, Claudio. Acidentes por animais peçonhentos na região serrana, Rio de Janeiro, Brasil. Journal Health Npeps, [s.l.], v. 3, n. 1, p. 211-227, 2018. http://dx.doi.org/10.30681/252610102776.

ZANELLA, Danielle Pinto; VALADÃO, Analina Furtado; ARÊDES, Carlos Alberto Marques; CAMPOS, Gabriela Coelho Teixeira; CORDEIRO, Nicanor Dornela Batista; SPENCER, Patrick Jack. ESCORPIONISMO NO VALE DO AÇO, MINAS GERAIS. Brazilian Journal Of Surgery And Clinical Research – Bjscr, Cianorte, v. 23, n. 1, p. 60-66, ago. 2018.

Publicado
2020-08-04
Como Citar
GONÇALVES, C. W. B.; PINTO NETO, A. B.; FERRAZ GOMES, D. L.; SILVA, M. DA; VIANA BOA SORTE, G.; SOUZA CORRÊA, A. V.; SNOVARSKI MOTA, L. ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS EM UM ESTADO DO NORTE DO BRASIL. Scientia Generalis, v. 1, n. 3, p. 37-43, 4 ago. 2020.
Seção
Artigos Originais