DIFICULDADES DE APREDIZAGEM e DISLEXIAS: percepções de professores da educação básica sobre sua formação e atuação frente e tais dificuldades de aprendizado

Autores

  • Carlos Alberto Dias Caixeta
  • Hugo Christiano Soares Melo
  • Saulo Gonçalves Pereira

Palavras-chave:

Dislexia; aprendizado; educação

Resumo

Introdução: Muitos alunos não conseguem alcançar seus objetivos de aprendizagem por apresentarem dificuldades e dar um significado concreto aos conteúdos ensinados. Muitos alunos não se adaptam ao ambiente escolar devido a bloqueios intelectuais, transtornos mentais e de comportamento oriundos do próprio desenvolvimento. Existem diversos distúrbios de aprendizagem, cada qual relacionado à uma área das habilidades acadêmicas que é afetada. Dentre os principais, a literatura destaca a dislexia, em que o indivíduo apresenta dificuldades relacionadas à leitura; a disgrafia e a discalculia que se refere ao comprometimento das habilidades matemáticas no aluno; e por último a hiperatividade, a qual a dificuldade de aprendizagem é associada às alterações do comportamento do estudante.  Diversos fatores estão associados com a manifestação desses transtornos e por isso, o conhecimento desses pelos professores e coordenação da escola é de fundamental importância para o diagnóstico e correta intervenção. Objetivos: Realizar um estudo das dislexias, especificamente a discalculia, buscando conhecer sobre tais transtornos de aprendizagem, além de verificar o encaminhamento de crianças com dislexia / discalculia para atendimento especializado. Metodologia: Foi realizado um levantamento bibliográfico embasado em livros, artigos científicos, teses e no material acessível ao público através da internet. Paralelamente, foi realizada uma pesquisa de campo na forma de questionários aplicados aos professores da educação básica, afim de investigar a percepção dos mesmos sobre os transtornos de aprendizagem, ressalta-se que tal pesquisa consta de aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa (CAAE: 21396819.8.0000.8078). Considerações Finais: Assim, por meio do estudo bibliográfico, constatou-se que as dislexias, em especial a discalculia, são transtornos de aprendizagem mais frequentes e prejudiciais ao desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes. Além disso, verificou-se que o professor tem um papel fundamental para contornar esses problemas, uma vez que através de sua prática, consegue identificar os casos e intervir de maneira eficaz. Constatou-se ainda, que os professores têm um conhecimento limitado acerca das dislexias, sobretudo da discalculia, possivelmente pela abordagem insuficiente do tema em sua formação inicial. Isso contribui para o despreparo relatado pelos docentes em diagnosticar os casos de transtornos de aprendizagem.

Referências

-

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

CAIXETA , C. A. D. .; SOARES MELO , H. C. .; PEREIRA , S. G. . DIFICULDADES DE APREDIZAGEM e DISLEXIAS: percepções de professores da educação básica sobre sua formação e atuação frente e tais dificuldades de aprendizado. Scientia Generalis, [S. l.], v. 1, n. S1, p. 40–40, 2020. Disponível em: http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/98. Acesso em: 15 jan. 2021.