A RELAÇÃO ENSINO-APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM DISCALCULIA

Autores

  • Raquel Caixeta Fonseca
  • Cássia Angélica Nogueira Barbosa

Palavras-chave:

discalculia; dificuldade, aprendizagem; metodologia pedagógica

Resumo

Introdução: Para viver bem dentro da sociedade, é importante que o cidadão saiba exercer seus direitos e deveres plenamente, para que isso aconteça é necessário ter conhecimentos básicos, entre eles, conteúdos matemáticos, como por exemplo, saber fazer cálculos, ter noções de medidas, tempo, no entanto, alguns alunos possuem uma dificuldade maior relacionada as habilidades matemáticas, quando essas dificuldades persistem, não estando associadas a fatores externos como problemas emocionais ou familiares, falta de estímulo ou práticas educacionais inapropriadas, esses empecilhos na aprendizagem podem ser distúrbios escolares. A discalculia é um transtorno de aprendizagem ainda pouco conhecido, caracterizado pela inabilidade ou incapacidade dos(as) estudantes em entender, compreender e aprender a matemática, pessoas com tal distúrbio apresentam dificuldades em contar em sequência, na memorização dos números, em desenvolver o raciocínio lógico para resolver problemas matemáticos. Objetivos: Entender como a discalculia afeta no processo de aprendizagem das crianças. A partir dos resultados busca-se trazer orientações aos professores, sugerindo caminhos que podem ser usados para que o aluno alcance o sucesso na obtenção de conhecimentos matemáticos; contribuir para que mais pessoas tenham acesso as informações do distúrbio, evitando possíveis rótulos e traumas. Metodologia: Aconteceu através de revisão bibliográfica, onde buscou-se informações de como agir frente as possíveis hipóteses, quanto a caracterização e definição de discalculia, a diferença entre distúrbio de aprendizagem e dificuldade, a importância do papel da equipe escolar frente ao problema de aprendizagem. Os materiais foram buscados em sites como Google Scholar e Scielo. Considerações Finais: Após o diagnóstico correto encaminhado pelo especialista, vale ressaltar o papel do professor no auxilio dessas crianças, ele juntamente com a ajuda de uma equipe de profissionais da saúde, podem desenvolver métodos de intervenções pedagógicas e métodos de ensino, jogos, aulas demonstrativas que ajudem o(a) estudante a se superar, e a se sentir motivado na busca pelo saber matemático.

Referências

-

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

FONSECA , R. C. .; BARBOSA , C. A. N. . A RELAÇÃO ENSINO-APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM DISCALCULIA. Scientia Generalis, [S. l.], v. 1, n. S1, p. 27–27, 2020. Disponível em: http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/83. Acesso em: 17 jan. 2021.