CÂNCER DE COLO DE ÚTERO: características e mapeamento das pacientes que efetuaram exame de colo de útero na cidade de Patos de Minas – MG entre 2015 e 2019

Autores

  • Thales Henrique de Brito Gomes
  • Eva Mendes Monteiro

Palavras-chave:

câncer; CID 10-53; neoplasias; epidemiologia

Resumo

Introdução: As Doenças de Agravos não Transmissíveis são, nos dias atuais, as principais causas pelo adoecimento e morte da população mundial. Estima-se que, o câncer é o fator de risco mais letal e que vem crescendo exponencialmente a cada ano. Esse impacto afeta, especialmente, os países de baixo e médio desenvolvimento, principalmente por mortes prematuras. O câncer do colo do útero ou cervical mantém-se como um importante problema de saúde pública global, apesar da ampla disponibilidade de métodos para o rastreamento da sua principal lesão precursora, a neoplasia intraepitelial cervical (NIC) ou do seu principal fator etiológico, o Papiloma vírus humano (HPV). Objetivos: Objetivou-se elaborar inicialmente uma revisão de literatura acerca da anatomia do colo do útero, bem como as células percussoras de agravo da neoplasia e os acometimentos pelo seu fator etiológico o Papiloma vírus humano (HPV). Especificamente buscou-se, ainda, através dos dados obtidos da SIHD/SMS Patos de Minas - Gerência de Epidemiologia, levantar os números de mulheres que foram acometidas com câncer de colo uterino dos anos de 2015 a 2020 apresentando a incidência por ano. Metodologia: Foi realizada uma ampla revisão de literatura seguida de um fichamento das mesmas em sites, assim como Google, Google Escolar e Scielo. Buscou-se os dados junto a Secretaria de Saúde da Cidade de Patos de Minas (MG) dos Acometimentos do câncer de colo de útero entre os anos de 2015 à 2019 através do SIHD/SMS Patos de Minas - Gerência de Epidemiologia. Considerações: Conclui-se, portanto, que a anatomia do aparelho genital feminino que é formado por órgãos interiores: ovários, tubas uterinas, útero e vagina, e por órgãos exteriores: formações labiais (monte púbico, grandes e pequenos lábios), vestíbulo ou espaço Inter labial, órgãos erécteis (clitóris e bulbos vestibulares) e glândulas anexas (uretrais, parauretrais e vestibulares. As células percussoras da neoplasia são células intermediarias e superficiais encontradas na ectocérvix e endocérvix do colo uterino. Entre 2015 e 2019 foram notificados 17 (dezessete) pacientes no município de Patos de Minas acometidos pela neoplasia, sendo assim 04 (quatro) mulheres nos anos de 2015, 02 (duas) mulheres no ano de 2016, 01 (uma) em 2017, 04 (quatro) em 2018 e 06 (seis) no ano de 2019. Ressalta-se que este trabalho se encontra em desenvolvimento, portanto esses dados são ainda preliminares.

Referências

-

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

GOMES , T. H. de B. .; MONTEIRO , E. M. . CÂNCER DE COLO DE ÚTERO: características e mapeamento das pacientes que efetuaram exame de colo de útero na cidade de Patos de Minas – MG entre 2015 e 2019 . Scientia Generalis, [S. l.], v. 1, n. S1, p. 22–22, 2020. Disponível em: http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/77. Acesso em: 8 mar. 2021.