A METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO ENSINO DA GENÉTICA

Autores

  • Henrique Mendes da Silva Universidade de Brasília - UnB

Palavras-chave:

Resolução de problemas, Ensino da Biologia, Ensino da Genética

Resumo

O ensino de Genética no ensino médio aliado à metodologia de resolução de problemas, é uma ferramenta muito importante e criativa na didática para ensino de Ciências e Biologia, desde que seja bem compreendida, que esteja em um constante aprimoramento e que possua aplicação prática no dia a dia do estudante. Este trabalho tem como principal objetivo demonstrar descrever sobre o Ensino de Biologia e genética e a aplicação da metodologia da resolução de problemas e a aprendizagem baseada na resolução de problemas em Genética. O presente estudo caracteriza-se como qualitativo, realizado por meio de revisão literária, de forma exploratória. Os resultados dos levantamentos bibliográficos demonstram que a metodologia baseada em problemas, quando muito bem executada e organizada buscam trazer práticas do cotidiano do estudante, com questionamentos aumentam sua curiosidade. Cabe aos professores de Biologia fazer que seus estudantes busquem por meio de aulas criativas, atraentes e desafiadoras a importância do ensino de Genética aliado ao seu cotidiano, estas aulas devem ser muito bem planejadas e preparadas, fazendo com que o ensino de Genética se torne um aprendizado fácil e prazeroso e a metodologia de resolução de problemas auxilia de sobremaneira tal processo.

Referências

BARBOSA, Mauro Guterres; SILVA, Francisco Hermes Santos da. Resolução de problemas: Conversando com professores em formação continuada. 2006. Disponível em: http://www.sbem.com.br/files/ix_enem/Comunicacao_Cientifica/Trab alhos/CC44460996391T.doc. Acesso em: 03 out. 2020.

BONZANINI, T.K. Temas da Genética contemporânea e o Ensino de genética: que materiais são produzidos pelas pesquisas e que materiais os professores utilizam? In: VIII ENPEC, 2011.

BRAATHEN, Per Christian. Professor: como ter sucesso no ensino superior. Didática e metodologias para um ensino superior efetivo. Viçosa: AprendaFácil, 2014.

BRASIL. PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS (PCN). Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Química. Brasília: MEC/SEF, 1998. p. 39-42. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/matematica.pdf. Acesso em: 04 de mai. 2021.

BRASIL. PCN + Ensino Médio: Orientações educacionais complementares aos parâmetros curriculares nacionais: ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Ministério da Educação e Cultura, Brasília, 141 p. 2002.

BRASIL, Resolução nº 3, de 21 de novembro de 2018. Ministério da Educação; Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília DF, 22 de nov. de 2018, Seção 1, p. 21-24, 2018.

BRASIL. A Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. p. 64. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 15, jul., 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular - BNCC. Ministério da educação, 2018b. Disponível em:http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-ontent/uploads/2018/04/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site.pdf. Acesso em: 15, jul., 2021.

CARNEIRO, Mário Jorge Dias; SPIRA, Michel; SABATUCCI, Jorge. Proposta curricular: Química ensinos fundamental e médio. [S.l.]: SEE/MG, 2007.

CASAGRANDE, G. L. A genética humana no livro didático de biologia. 2006. 121f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e tecnológica) - Universidade federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

CASTRO, B. J de; COSTA, P. C. F. Contribuições de um jogo didático para o processo de ensino e aprendizagem de química no ensino fundamental segundo o contexto da aprendizagem significativa. Revista Electrónica de Investigación en Educación en Ciencias, Buenos Aires, v. 6, n. 2, p. 25-37, dez. 2011.

CATARINACHO, R. L. O ensino de genética com super-heróis: uma abordagem mutante na sala de aula. São Paulo, 32 p. (Monografia – Universidade Presbiteriana Mackenzie). 2011.

CAVALCANTE, D.; SILVA, A. Modelos didáticos e professores: concepções de ensino aprendizagem e experimentações. In: XIV Encontro Nacional de Ensino de Química. Curitiba, UFPR, julho de 2008. Disponível em http: //www.quimica.ufpr.br/eduquim/eneq2008/resumos/R0519-1.pdf. Acessado em 06 de março de 2018.

CID, M. e NETO, A J Dificuldades de aprendizagem e conhecimento pedagógico do conteúdo: o caso da genética. enseñanza de las ciencias,. Número extra. VII congresso. 2005.

CURY, Augusto. Pais brilhantes, professores fascinantes. Rio de Janeiro: Sextante, 126 p. 2008.

DANTE, Luiz Roberto. Formulação e resolução de problemas matemáticos. São Paulo: Ática, 191 p. 2010.

DE CAMPOS JÚNIOR, E. O.; PEREIRA, B. B.; LUIZ, D. P.; MOREIRA-NETO, J. F.; BONETTI, A. M.; KERR, W. E. Sistema sanguíneo sem mistério: uma proposta alternativa. Revista Genética na Escola - SBG. [s.l], v.3, n. 3, p. 7-9 2009.

DENTILLO, D. B. Divisão Celular: Representação com Massa de Modelar. Revista Genética na Escola - SBG. [s.l], b v.3, n.3, p. 33-36, 2009.

DURÉ, R. C.; ANDRADE, M. J. D. de; ABÍLIO, F. J. P. Ensino de biologia e contextualização do conteúdo: quais temas o aluno de ensino médio relaciona com o seu cotidiano?. Experiências em Ensino de Ciências. [s.l], v. 13, n. 1, p. 259-272, 2018.

ECHEVERRÍA, M.P.P.; POZO, J.I. Aprender a resolver problemas e resolver problemas para aprender. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. Disponível em: http://educacadoresemluta.blogspot.com.br/2009/12/echeverria-m-p-p-pozo-j-iaprender_11.html. Acesso em: 05 jun. 2021.

FABRÍCIO, Maria de Fátima Lima. A compreensão das leis de Mendel por alunos de biologia na educação básica e na licenciatura. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências. [s.l], v. 8.n. 1, p. 1-21. 2006.

GASPAR, Eduardo Henrique. Resolução de problemas é de fundamental importância para a educação química. 2009. Disponível em: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/resolucao-de-problemas-e-defundamental-importancia-para-a-educacao-matematica-1551253.html. Acesso em: 04 mai. 2021.

GOLBACH, T. Entre receitas programas e códigos: as ideias sobre gene em diferentes contextos. Tese (Doutorado em Genética). Programa de Difusão de C & T-COPPE/UFRJ. Rio de Janeiro, 2006.

LALUNA, Maria Cristina Martinez Capel; da ROSA, Renata Shimizu Locatelli. Metodologia ativa de ensino-aprendizagem: uma contribuição à formação crítico reflexiva. In: Congresso Nacional da Rede Unida, Belo Horizonte. 2005.

LIBÂNEO, José Carlos. O essencial da didática e o trabalho de professor: Em busca de novos caminhos. Nov. 2001. Disponível em: http://www.ucg.br/site_docente/edu/libaneo/pdf/didaticadoprof.pdf. Acesso em: 25 jun. 2021.

LIMA, J. F. de; AMORIM, T. V.; LUZ, P. C. S. da. Aulas práticas para o ensino de Biologia: contribuições e limitações no Ensino Médio. REnBio - Revista de Ensino de Biologia da SBEnBio - [s.l], v. 11, n. 1, p. 36-54, 2018.

MADUREIRA, H. C. et al. O uso de modelagens representativas como estratégia didática no ensino da biologia molecular: entendendo a transcrição do DNA. Revista Científica Interdisciplinar. [s.l], V. 3, n. 1, p. 17-25, jan/mar. 2016.

MARIN MJS, et al. Aspectos das fortalezas e fragilidades no uso das Metodologias Ativas de Aprendizagem. Revista Brasileira de Educação Médica. [s.l], v. 34, n. 1, p. 13–20. 2010.

MELO, J. R.; Carmo, E. M. Investigações sobre o ensino de genética e biologia molecular no ensino médio brasileiro: reflexões sobre as publicações científicas. Ciência & Educação, [s.l], v. 15, n. 3, p. 593-611, 2009.

MENEZES, Marília Gabriela; SANTIAGO, Maria Eliete. Contribuição do pensamento de Paulo Freire para o paradigma curricular crítico-emancipatório. Pró-posições, [s.l], v. 25, n. 3, p. 45-62, 2014.

MINUZZI, Itajana; CAMARGO, Mariza. O ensino-aprendizagem de Química através da Resolução de Problemas. In: ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO QUÍMICA, 10., 2009, Ijuí. Relato de experiência. Ijuí: Sbem-rs, 2009. p. 1 - 8. Disponível em: http://www.projetos.unijui.edu.br/matematica/cd_egem/fscommand/ RE/RE_07.pdf. Acesso em: 04 jun. 2021.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa: a teoria e textos complementares. São Paulo: Livraria da Física, 2012.

MOURA, Anna Regina Lanner de et al. Resolver Problemas: O Lado Lúdico do Ensino da Química. [S.l.]: MEC/SEB/SEED, p. 9. 2006.

NEVES, Mônica Araújo; Araujo, Karla Caroline Muniz; Serejo, Maria Teresa Tavares; ROJAS, Mariano Oscar Ibañez; OLIVEIRA, Marcelo Moizinho Oliveira. Influência dos jogos como atividades lúdicas no curso de formação de professores em Química do IFMA. In: XV Encontro Nacional de Ensino de Química, 2010. Brasília, DF. Anais. Brasília. DF, UnB, 2010. Disponível em: http://www.sbq. org.br/eneq/xv/resumos/R0558-1.pdf. Acesso em: 13 de janeiro de 2019.

NICOLA, J A; PANIZ, C M. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de biologia. Infor, Inov. Form., Rev. NEaD-Unesp, São Paulo, v. 2, n. 1, p.355 381, 2016.

OLIVEIRA, A. M. V. Produção de material didático para o ensino de biologia: uma estratégia desenvolvida pelo PIBID/Biologia/FECLI. Revista da SBEnBio, Niterói, v. 7, p. 682-691, out. 2014.

ONUCHIC, Lourdes de la Rosa; ALLEVATO, Norma Suely Gomes. Novas reflexões sobre o Ensino da Química através da Resolução de Problemas. In: BICUDO, M. A. V.; BORBA, M. C. (Org). Educação Química: Pesquisa em movimento. São Paulo1: Cortez, p. 213-231. 2014.

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS (PCN). Ensino Médio. Ciências da Natureza, Química e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2000. p. 40-46. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencian.pdf. Acesso em: 05 de jun. 2021.

PATRUNI, Sandra Iara Lopes Gomes. O ensino da química através da resolução de problemas. 2010. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/ sociedade/o-ensino-da matematica-atraves-da-resolucao-de-problemas/. Acesso em: 03 jun. 2021.

PAVAN, O. H. O. et al. Evoluindo genética: um jogo educativo. 1. ed. Campinas: Ed. Unicamp, 1998

PEREIRA, A. J. et al. Modelos didáticos de DNA, RNA, ribossomos e processos moleculares para o ensino de genética do ensino médio. Revista da SBEnBio, Niterói, v. 7, p. 564-571, out. 2014.

PIERCE, B.A. Genética: Um enfoque conceitual. Ed. Guanabara Koogan. Rio de Janeiro. 2012.

POLYA, George. A arte de resolver problemas. Rio de Janeiro: Interciência. 203 p. 2006.

RAMOS, Agnelo Pires et al. Problemas matemáticos: Caracterização, importância e estratégias de resolução. Nov. 2001. Disponível em: http://www.ime.usp.br/~trodrigo/documentos/mat450/mat450-2001242-seminario8-resolucao_problemas.pdf. Acesso em: 04 jun. 2021.

RIGONATTO, Marcelo. O Ensino da Química Através da Resolução de Problemas. Disponível em: http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/oensino-matematica atraves-resolucao-problemas.htm. Acesso em: 03 jun. 2021.

RODRIGUES, Adriano; MAGALHÃES, Shirlei Cristina. A resolução de problemas nas aulas de Química: Diagnosticando a prática pedagógica. Disponível em: http://www.feol.com.br/sites/revista%20eletronica/artigos/resolucao%20de%20 problemas%20nas%20aulas%20de%20matematica%20(adriano%20rodrigues%20e %20shirlei%20cristina%20magalhaes).pdf. Acesso em: 03 jul. 2021.

ROMERO, Danielle D’avila. O ensino da Química através da resolução de problemas. Disponível em: http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2007 /anaisEvento/arquivos/CI 238-14.pdf. Acesso em: 03 jul. 2021.

SADOVSKY, Patrícia. O Ensino de química hoje: Enfoques, sentidos e desafios. São Paulo: Ática. 111 p. 2007.

SANTOS, M. C. A importância da produção de material didático na prática docente. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEÓGRAFOS, 7, Vitória, 2014. Vitoria/ES. Anais do VII CBG. Disponível em: http://www.cbg2014.agb.org.br/resources/anais/1/1404098564_ARQUIVO_AImportanciada roducaodeMaterialDidaticonaPraticaDocente.pdf. Acesso em: 06 abril. 2021.

SCHEID, N.M.J; FERRARI, N. A história da ciência como aliada no ensino de genética. SBG. [s.l], v.1, n.1, p.17-18 2006.

SIMON E, et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem e educação popular: encontros e desencontros no contexto da formação dos profissionais de saúde. Comunicação saúde educação. [s.l], v. 18. N. 2, p. 1355-1364. 2014.

SILVA, G. F. da; SILVA, J. de S.; SILVA K. F da; SILVA, K. M da. Percepção da Escola Sobre a Importância das Aulas Práticas no Processo Ensino-Aprendizagem de Biologia: Um Estudo de Caso nas Escolas de Ensino Médio da Cidade de Bom Jesus – Piauí. Diálogos e Contrapontos: estudos interdisciplinares, [s.l], v. 1, n. 2, p. 31-53, 2017.

SOARES, Maria Teresa Carneiro; PINTO, Neuza Bertoni. Metodologia da Resolução de Problemas. Disponível em: http://www.ufrrj.br/emanped/paginas/conteudo_producoes/docs_24/metodologia.pdf. Acesso em: 04 jun. 2021.

SOUSA, Ariana Bezerra de. A resolução de problemas como estratégia didática para o ensino da Química. Disponível em: http://www.ucb.br/sites/100/103/TCC/22005/ArianaBezerradeSousa.pdf. Acesso em: 03 abr. 2021.

SOUZA, R. W. de L. de. Modalidades e recursos didáticos para o ensino de biologia. Revista Eletrônica de Biologia, São Paulo, v. 7. n. 2, p. 124-142. 2014. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/reb/article/viewFile/14979/15125. Acesso em 22 jun., 2021.

STEWART, J. Potential learning outcomes from solving genetics problems: a typology of problems. Science Education. [s.l], v. 72, n. 2, p.237-254, 1988.

TEMP, D.S. Facilitando a aprendizagem de Genética: uso de um modelo didático e análise dos recursos presentes em livros de Biologia. 85f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde). Centro de Ciências Naturais e Exatas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.

TOLEDO, Maria Aparecida. Solução de problemas na Química: Um estudo de um modelo para solução de problemas matemáticos. Nov. 2006. Disponível em: http://www.inf.unioeste.br/~rogerio/Solucao-de-Problemas.pdf. Acesso em: 30 mai. 2021.

VESTENA, Rosemar de Fátima; SEPEL, Lenira Maria Nunes; LORETO, Élgion Lúcio da Silva. Construção do heredograma da própria família: Uma proposta interdisciplinar e contextualizada para o ensino médio. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, [s.l], v. 14, n. 1, p. 1-16, 2015.

VIEIRA, Suellen Hipolito. Ensino de química: a resolução de problemas como método de ensino. 2011. Disponível em: http://www.artigonal.com/ensino-superiorartigos/ensino-de-matematica-a-resolucao-de-problemas-como-metodo-de-ensino4185289.html. Acesso em: 25 nov. 2020.

XIMENES, Sérgio. Mini dicionário Ediouro da Língua portuguesa. 2. ed. São Paulo: Ediouro. 980 p. 2000.

Downloads

Publicado

2021-07-17

Como Citar

SILVA, H. M. da. A METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO ENSINO DA GENÉTICA. Scientia Generalis, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 1–13, 2021. Disponível em: http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/171. Acesso em: 21 out. 2021.

Edição

Seção

Revisão de literatura